A portuguesa Catarina Ribeiro foi quinta classificada na corrida São Silvestre Vallecana, em Madrid, disputada na segunda-feira à noite e marcada pelos recordes do ugandês Jacob Kiplimo, em masculinos, e da queniana Brigid Kosgei, em femininos.

Perante as bancadas repletas do estádio Teresa Rivera, no bairro de Vallecas, Kiplimo, de apenas 18 anos, completou da 54.ª edição em 26.41 minutos, o melhor registo mundial de 2018 em 10 km, batendo a marca de 26.54 alcançada em 2011 pelo queniano Eliud Kipchoge.

Completaram o pódio da tradicional corrida de fim de ano o etíope Abadi Hadis, com 26.54, e outro ugandês, Mande Bushendich, com 27.24.

Em femininos, o recorde foi batido pela queniana Brigid Kosgei, que já vencera há dois anos, e agora cortou a meta em 29.54, quase menos um minuto do que o registo de 30.53 fixado em 2012 pela etíope Gelete Burka, que também foi vencedora da edição de 2017.

Na segunda posição, a cinco segundos, ficou a também queniana Helen Obiri, com outra das favoritas, a etíope Tirunesh Dibaba, a ser terceira com 30.40.

No quarto lugar chegou a atleta basca de origem etíope Trihas Gebre (31.40), que conseguiu derrotar a portuguesa Catarina Ribeiro (31.43).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.