O sueco Armand Duplantis venceu hoje o concurso de salto com vara do 'meeting' de atletismo de Lausana, mostrando-se muito melhor que os seus adversários e tentando de novo a melhoria do recorde do mundo ao ar livre.

O programa deste ano do 'meeting' de Lausana foi especialmente restringido, por causa da pandemia de covid-19, e só se disputaram os concursos de saltos com vara, ambos no parque da Europa, no centro da cidade, e fortemente limitados em termos de público, que teve de cumprir todas as medidas sanitárias em vigor.

Para a organização, foi a forma de manter a 'chama viva' este ano e não anular, pura e simplesmente, a edição 2020.

No setor feminino houve muitas ausências de última hora, mas no masculino não e aqui brilhou Duplantis, com um concurso limpo até 6,07 metros, para depois não conseguir os 6,15 metros. Só fez uma tentativa e retirou-se, por falta de luz.

Muito bem também esteve o norte-americano Sam Kendricks, com 6,02. A seguir, classificaram-se o brasileiro Thiago Braz e o francês Renaud Lavillenie, com 5,72.

O setor feminino tinha também um cartaz de luxo, mas não se confirmou a presença da grega Ekaterini Stefanidi, campeã do mundo e olímpica, nem da norte-americana Sandi Morris, campeã do mundo em pista coberta, nem sequer da russa Anzhelika Sidorova.

Acabou por triunfar a sueca Angelica Bengtsson, com 4,72 metros, contra 4,64 da britânica Holly Bradshaw, da suíça Angelica Moser e também da sueca Michaela Meijer.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.