A edição virtual da Maratona do Porto contou com 1.397 participantes, de 22 nacionalidades, entre os dias 02 de novembro e domingo, angariando mais de sete mil euros para a Rede de Emergência Alimentar, anunciou hoje a organização.

A edição de 2020 da mais participada maratona nacional foi cancelada, devido à pandemia provocada pelo novo coronavírus, tendo a RunPorto promovido corridas virtuais da emblemática distância de 42,195 quilómetros e da prova mais popular, com seis quilómetros, permitindo a participação em qualquer local.

Os melhores tempos registados nesta prova virtual, mediante o envio de um comprovativo, pertenceram a Pedro Ventura (ARD Macieira), com 02:52.24 horas, e Etelvina Rocha, com o tempo 03:35.00, entre os 1.112 maratonistas. A minimaratona contou com 285 participantes.

“Foi uma agradável surpresa ter mais de mil pessoas a percorrerem uma distância como a maratona, em diversos países, sendo que a maioria foi cá, em Portugal, muitos deles cumprindo o percurso real da prova, apenas não entrando no Queimódromo, onde está instalado um centro de rastreio ao novo coronavírus”, explicou Jorge Teixeira, diretor-geral da RunPorto, em declarações à Lusa.

Os 7.150 euros angariados com os valores das inscrições vai ser convertido em cabazes para oferecer a famílias carenciadas, através da Rede Emergência Alimentar.

Em 2019 a corrida portuense contou com mais de seis mil inscritos, sem, no entanto, ter batido o recorde de finalistas alcançado em 2016, com os 4.752 maratonistas a cruzarem a meta.

A 17.ª edição da Maratona do Porto está marcada para 07 de novembro de 2021.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.