O atleta Miguel Pinto, que, juntamente com o irmão Pedro, que tem paralisia cerebral, forma os ‘Iron Brothers’, classifica um “esforço titânico” o feito de Álex Roca, ao completar a maratona de Barcelona com uma incapacidade de 76%.

“O que o Álex Roca fez foi incrível, porque a dificuldade que isto teve para ele é imensa. Foi um esforço titânico para ele, e exigiu um trabalho prévio gigantesco”, afirmou Miguel Pinto, à agência Lusa.

Habituado a fazer provas de triatlo juntamente com o irmão Pedro, que tem paralisia cerebral, Miguel Pinto destaca as dificuldades que Álex Roca, que também tem paralisia cerebral e uma incapacidade de 76%, teve para completar, no domingo, a maratona de Barcelona, com o tempo de 5:50.51 horas.

“Enquanto para quem não tem deficiência há apenas desgaste muscular, para ele, pelas posturas que desenvolveu ao longo de anos, há um desconforto físico grande muito aliado ao muscular”, referiu.

Miguel Pinto destacou o exemplo dado pelo espanhol, de 31 anos, que foi anunciado como o primeiro atleta com paralisia cerebral e uma incapacidade de 76% a concluir uma maratona.

“O que ele mostra é que, de facto, toda a gente consegue fazer o que quiser desde que se empenhe e se dedique. Não há impossíveis. Há obstáculos e barreiras que nasceram para ser derrubados”, referiu.

O atleta português lembra que Álex Roca, que tem o lado esquerdo do corpo imobilizado, “não gosta que se use a palavra incapacidade”.

“O que ele fez foi mostrar que é apenas diferente, mas que isso não o impede de fazer o mesmo que todos os outros”, afirmou Miguel Pinto, acrescentando: “O Alex conseguiu trazer a deficiência para primeiro plano e mostrar que ele pertence onde todos os outros pertencem. No meio de todos os outros, ele fez o mesmo”.

O atleta português lamentou que ainda haja “vergonha da deficiência e que muitas vezes os pais ainda tenham a tendência de esconder os filhos”.

“É isso que é preciso mudar, de uma forma positiva”, afirmou, destacando a importância de feitos como o do espanhol para essa alteração de paradigma.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.