A queniana Brigid Kosgei correu hoje a meia maratona feminina mais rápida da história, mas sem estabelecer um recorde mundial, devido ao facto de ser na Corrida do Grande Norte, em Inglaterra, um percurso não homologado.

Kosgei, que tinha como melhor marca na meia maratona 1:05.28 horas, alcançada em março, no Bahrein, conseguiu hoje correr em Newcastle em 1:04.28, em menos 23 segundos do que o recorde mundial, da sua compatriota Joyciline Jepkosgei.

Jepkosgei estabeleceu o recorde mundial em 22 de outubro de 2017, em Valência.

Na corrida masculina do Grande Norte, Mo Farah venceu pelo sexto ano consecutivo, com a marca de 59.07 minutos.

O britânico, campeão olímpico dos 5.000 e 10.000 metros nos Jogos de Londres2012 e Rio de Janeiro2016, prepara a participação na maratona de Chicago, que venceu no último ano, naquele que foi sua primeira vitória na distância, com um recorde europeu de 2:05.11 horas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.