O Governo manifestou hoje a sua pretensão de construir um pavilhão anexo ao Estádio Nacional e certificar a pista de atletismo, numa estratégia para transformar Cabo Verde num país especializado na realização de eventos desportivos.

O anúncio desta pretensão foi feito pelo ministro do Desporto, Fernando Elísio Freire, na sequência da visita do embaixador chinês, Du Xiaocong, ao Centro de Alto Rendimento desportivo, implantado nesta que é a maior infra-estrutura desportiva do país, financiada pela China.

Em declarações aos jornalistas, o ministro fez saber que o Governo já disponibilizou cerca de sete mil contos para a certificação da pista e outros tantos para a montagem do centro.

Segundo Elísio Freire, a edificação de um pavilhão anexo dedicado a desportos de salão se faz sentir há muito tempo em Cabo Verde para que as áreas circundantes ao Estádio Nacional possam estar preparadas para acolher provas de várias modalidades.

Certificando a pista, explicou o governante, Cabo Verde vai estar em condições de competir e concorrer para realizar provas regionais e africanas no país, ressalvando que “isto trará uma projecção internacional muito forte a Cabo Verde”, ao mesmo tempo que o arquipélago estará a preparar os atletas no centro de alto rendimento para serem competitivos nas várias provas internacionais.

A estas estratégicas, Elísio Freire junta-se a aposta nos desportos náuticos na ilha do Sal, Jogos Africanos de Praia, nas ilhas do Sal e Boa Vista, assim como no Maio, desportos de montanha nas ilhas de Santo Antão, Santiago, Fogo, Brava e São Nicolau, de forma que todo o arquipélago seja transformado numa plataforma organizada de serviços nas áreas do desporto.

“Temos todas as condições de agrupar os desportos por ilha, a especializar e a organizar”, assegurou o ministro do Desporto, para quem “a ilha do Sal já está no circuito internacional”, e que, inclusive, “muito brevemente outras modalidades poderão organizar eventos internacionais em Cabo Verde”.

Em relação à visita do embaixador da China, ao Centro de Alto Rendimento, Elísio Freire destacou a cooperação entre os dois países para recordar que este país asiático ajudou Cabo Verde na construção do estádio.

A China, segundo o seu embaixador, está interessada em ajudar o país a equipar o seu Centro de Alto Rendimento, de forma que o país possa ter capacidade de produção com mais valia, tanto a nível de recursos humanos, como na medicina desportiva e na própria gestão do Estádio.

A este propósito, Elísio Freire enalteceu a dimensão atingida pelo Estádio Nacional nos últimos anos, o que para ele, afigura-se como fruto de uma estratégica e da execução do núcleo do Estádio, que “está a permitir o país estar a nível do desporto, num outro patamar”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.