Com 26 pontos, a Académica do Sal, sagrou-se, este domingo, campeã da primeira edição do Campeonato Nacional de Pistas de Clubes em atletismo, evento que aconteceu no Estádio Marcelo Leitão, ilha do Sal.

A Académica conseguiu amealhar um total de 26 pontos no computo das disciplinas, seguido da equipa do Sport Clube Santa Maria com 18 e a completar o pódio, a equipa de Santiago Sul, Emicela, com 16 pontos.

Em declarações à Inforpress, Carla Monteiro, presidente da Académica não escondeu a sua satisfação e “orgulho” que deposita nos atletas do clube.

“São Jovens promissores, têm muitas alegrias ainda para nos dar e o clube irá responder positivamente face à atitude demonstrada pelos atletas neste nacional” explicou a presidente da equipa campeã.

Representando a equipa do SCSM, a atleta Adriana Almeida de 16 anos, vencedora dos 100 e 200 metros explicou o porquê desta classificação ser mais que positiva para o clube.

“Fizemos uma prestação boa pelo pouco treino feito, com apenas uma semana de treino a par das lesões e contratempos, podemos nos considerar satisfeitos com os resultados deste campeonato” explicou a atleta vencedora das disciplinas dos 100 e 200 metros femininos.

Já, Helder da Veiga, responsável pela equipa da Emicela (Santiago Sul), não esconde a satisfação pelo terceiro posto, avançando em declarações à Inforpress que para o ano a equipa virá com outras ambições.

“Tivemos alguns contratempos, nomeadamente lesões de alguns actletas mas são situações que nos levem a preparar melhor para atacarmos com mais afinco as próximas edições”, explicou Helder da Veiga que não deixou de “agradecer” a federação pela realização do campeonato.

Em declarações à Inforpress em jeito de balanço deste nacional de clubes, o presidente da Federação de Atletismo, Alfredo Lima destacou a “importância” do engajamento dos clubes para o desenvolvimento do atletismo no panorama nacional e regional.

“A primeira edição do Campeonato Nacional de Pista de Clubes foi muito importante e reforçou a estratégia traçada para o desenvolvimento do atletismo em Cabo Verde”, disse Alfredo Lima que agradeceu também os parceiros que, segundo disse, são “fundamentais” nessa caminhada com o objetivo da consolidação do atletismo regional e nacional.

Por seu turno, o director técnico da federação, Júlio Nagana, destaca que “a competição mostra claramente aquilo que é o nosso objectivo, uma mudança total no atletismo nacional, porquanto, as marcas encontradas hoje nesta competição demonstram claramente que estamos a um bom nível”, frisou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.