Por possuir jogadores desequilibradores como os extremos-bases Carlos Morais e Olímpio Cipriano, o Recreativo do Libolo é apontado pelo antigo internacional angolano Herlander Coimbra como o principal candidato ao titulo BIC basket2015, cuja final em play off a melhor de sete jogos inicia terça-feira diante do Petro de Luanda.

Em declarações à Angop, em Luanda, o antigo triplista do 1º de Agosto justificou o favoritismo do campeão angolano e africano com a motivação que os libolenses trazem ao eliminarem o 1º de Agosto nas meias-finais e a maneira como o seu treinador gere os seus principais jogadores durante as partidas.

Herlânder Coimbra disse ainda que outra vantagem é a existência de um núcleo duro de nove jogadores experientes com realce para Eduardo Mingas e Valdelicio Joaquim que sabem fazer bem os corredores no grupo mais consistente.

Contudo, para o campeão africano de 1989 (Luanda) e 1992 (Cairo) esperar-se um conjunto de partidas renhidas principalmente porque os petrolíferos têm um base que parece “adormecido” (Quezada), mas é bom flanqueador e marca muitos pontos, pelo que, se o setor defensivo da turma de Calulo não se apresentar equilibrado, terá muitas dificuldades para o parar.

Por outro lado, sublinhou que ambas utilizam improvisos durante o desafio, mas o Petro vem subindo e ganhando confiança particularmente com a condição física recuperada do seu plantel e com três basquetebolistas que se destacam como Leonel Paulo darão outro impulso ofensivo no grupo nesta etapa porém, terão de cometer menos erros se quiserem vencer o rival.

De 46 anos de idade, Herlander Coimbra, que atualmente é comentador da modalidade pelo canal desportivo da Rádio nacional (Rádio 5), sagrou-se cinco vezes campeão africano pela seleção angolana de basquetebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.