Os dois conjuntos do continente americano juntaram-se nos apurados a Polónia, Argentina, Rússia, Espanha, Sérvia, Itália, Estados Unidos, Brasil, França, República Dominicana, Lituânia e Austrália.

Na quinta-feira, serão ocupadas as duas últimas vagas, que sairão dos embates entre Turquia e República Checa, do Grupo E, e Grécia e Nova Zelândia, no Grupo F.

Em Pequim, os venezuelanos frustraram as ambições da seleção da casa, ao vencerem por 72-59, com 15 pontos e oito assistências de Heissler Guillent, num embate que dominaram por completo, passando ao intervalo já com 10 pontos à maior (33-23).

No outro jogo do Grupo A, a Polónia somou o terceiro triunfo em três jogos, ao bater a Costa do Marfim por 80-63, com 16 pontos e seis assistências de Adam Waczynski.

Por seu lado, Porto Rico conquistou a segunda vaga do Grupo C, ao superar o conjunto de Mário Palma por 67-64, graças a um ‘triplo’ de Gary Browne (nove pontos e oito assistências), a cinco segundos do fim.

Renaldo Balkman, com 14 pontos e nove ressaltos, foi também determinante no conjunto norte-americano, enquanto Omar Abada e Salah Mejri, ambos com 14 pontos, lideraram a Tunísia, que vai disputar um lugar entre o 17.º e o 32.º.

O agrupamento foi conquistado pela Espanha, que teve grandes dificuldades em vencer o Irão, por 73-65, o que conseguiu graças a um parcial final de 16-3, num jogo em que contou com 11 pontos e 10 ressaltos de Juancho Hernangomez e 16 pontos de Marc Gasol.

Nos grupos B e D, já com tudo decidido, no que respeita ao apuramento, a Argentina e a Sérvia somaram o terceiro triunfo em outros tantos jogos, ao baterem Rússia (69-61) e Itália (92-77), respetivamente, nos jogos ‘grandes’ do dia.

Facundo Campazzo, autor de 21 pontos, sete assistências e seis ressaltos, liderou os sul-americanos, secundado pelo veterano Luís Scola, com 13 pontos e nove ressaltos, enquanto os sérvios viveram da inspiração de Bogdan Bogdanovic, que marcou 31 pontos, e da consistência de Nikola Jokic (15 pontos).

Por seu lado, e em embates entre seleções já relegadas para um lugar entre o 17.º e o 32.º, Angola, ao bater as Filipinas por 84-81, após prolongamento, no Grupo D, e Nigéria, que superou a Coreia do Sul por 108-66, no B, estrearam-se a ganhar.

Valdelicio Joaquim liderou os angolanos, com 20 pontos e sete ressaltos, e Michael Eric, com 17 pontos e nove ressaltos, foi o melhor dos nigerianos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.