O Benfica venceu hoje o FC Porto, por 82-80, no Dragão Caixa, numa partida que teve um final frenético e emotivo, e empatou a 1-1 o “play-off” do título nacional de basquetebol.

Tirando o primeiro período do jogo, em que o FC Porto foi claramente superior (24-15), o Benfica dominou praticamente todo o encontro, mas não escapou a um tremendo susto na parte final.

Cinco lançamentos “triplos” consecutivos, por José Costa (2), Miguel Miranda (2) e Carlos Andrade permitiram ao FC Porto anular a vantagem do Benfica, que chegou aos 12 pontos, e empatar a 80-80 nos segundos finais.

Heshimu Evans, que marcou 18 pontos ao longo do jogo, concretizou os dois derradeiros que deram a vitória ao Benfica, tendo ainda o portista Carlos Andrade visto o aro rebater a possibilidade de levar o jogo para prolongamento.

O FC Porto entrou bem no jogo, João Santos e Miguel Miranda colocaram o marcador em 6-0, e ainda antes do final do primeiro período, com um parcial de 10 pontos consecutivos, a diferença para o Benfica era já de 13, aos 24-11.

Nos derradeiros momentos do primeiro período, o Benfica amenizou a desvantagem para os “dragões” através de duas ações ofensivas concretizadas por Frederick Gentry e João Gomes, encurtando a desvantagem para nove pontos (24-15).

O início do segundo período de jogo foi frenético, com Ted Scott a responder com dois “triplos” ao de Reginald Jackson e a permitir ao Benfica encurtar a diferença para quatro pontos, aos 29-25.

Revelando maior acerto nas várias ações de jogo, nomeadamente na defesa, tiro exterior e nos ressaltos, o Benfica foi recuperando a desvantagem e logrou empatar aos 32-32 e passar para a frente aos 34-32.

Um “triplo” de José Costa devolveu a liderança aos portistas aos 37-35, mas a formação “encarnada” voltou para o comando aos 39-37, recolhendo ao intervalo a vencer por oito pontos (46-38), com um parcial de 31-14 no segundo período de jogo.

No início da segunda parte do encontro, o Benfica dilatou a vantagem para 10 pontos, aos 50-40, mas o FC Porto, com três ações ofensivas consecutivas, reduziu a diferença para quatro aos 51-47.

O encontro passou por uma toada de equilíbrio e com muita luta, tendo ambas as equipas apostado, com sucesso, nos lançamentos de três pontos, pelo que no final do terceiro período a diferença mantinha-se em quatro pontos (63-59).

Os “dragões” tiveram uma entrada desastrosa no quarto e último período de jogo, em que estiveram mais de dois minutos sem marcar, e o Benfica aproveitou para consolidar a vantagem, que chegou aos 12 pontos aos 77-65.

A ponta final dos “dragões” foi incrível, com cinco lançamentos “triplos” concretizados sucessivamente, mas apesar de ter conseguido empatar aos 80-80, Heshimu Evans desfez a igualdade nos derradeiros segundos e estabeleceu o resultado final de 82-80 para o Benfica.

O “play-off” prossegue com a realização dos dois próximos jogos no pavilhão da Luz, em Lisboa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.