O comissário da NBA, Adam Silver, disse este domingo que “a família NBA está de luto” por Kobe Bryant, antigo basquetebolista que morreu num acidente de helicóptero ao lado de oito outras vítimas, entre as quais a filha.

“A família da NBA está de luto pelo trágico falecimento de Kobe Bryant e da sua filha, Gianna”, pode ler-se no comunicado divulgado pela Liga norte-americana (NBA), mencionando as duas vítimas já identificadas no acidente ocorrido em Calabasas.

Segundo Silver, Kobe mostrou “durante 20 temporadas o que é possível conseguir quando o talento notável se combina com uma absoluta devoção por ganhar”.

“Foi um dos jogadores mais extraordinários da história do nosso desporto, com conquistas lendárias: cinco campeonatos da NBA, um prémio de Melhor Jogador da NBA, 18 ‘All-Star’ e duas medalhas de ouro olímpicas”, sublinhou.

O comissário realçou ainda o papel como alguém que “inspirou pessoas de todo o mundo”, a generosidade e sabedoria, antes de enviar condolências à família, à sua antiga equipa, os LA Lakers, e ao mundo desportivo.

Segundo Alex Villanueva, xerife do condado de Los Angeles, o acidente de helicóptero em Calabasas, no sul do estado californiano, vitimou nove pessoas, entre elas a antiga ‘estrela’ do basquetebol, considerado um dos melhores basquetebolistas de sempre.

“Não se registaram sobrevivente. Nove pessoas viajavam a bordo da aeronave, o piloto e oito pessoas”, disse Villanueva, depois de as primeiras informações transmitidas por autoridades locais darem conta da morte de cinco pessoas, e não nove, durante um período de nevoeiro na zona do acidente.

O norte-americano Kobe Bryant, 41 anos, considerado um dos maiores jogadores de sempre NBA, morreu hoje na sequência de um acidente de helicóptero em Calabasas, que vitimou outras oito pessoas, entre elas a filha Gianna, de 13 anos.

O basquetebolista, conhecido como 'Black Mamba' (cobra mamba negra), chegou à NBA aos 17 anos e atuou ao longo de 20 anos nos Los Angeles Lakers, tendo sido cinco vezes campeão norte-americano e duas vezes campeão olímpico (Pequim2008 e Londres2012). É um dos únicos sete atletas que ultrapassaram a marca dos 30.000 pontos na carreia.

Kobe era, até há um dia, o terceiro melhor marcador da história da NBA, com 33.643, apenas atrás de Kareem Abdul-Jabbar (38.387) e Karl Malone (36.928), tendo sido agora ultrapassado por LeBron James (33.655).

No sábado, depois de ser superado, o ex-jogador deu os parabéns a LeBron James através do Twitter: "Continua a levar o jogo para a frente King James. Muito respeito irmão".

Em abril de 2016, Kobe disputou a sua última partida na NBA, na qual marcou 60 pontos frente aos Utah Jazz, e tornou-se o jogador mais velho a anotar pelo menos 50 pontos num jogo na NBA.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.