A assembleia-geral do Vasco da Gama, agendada para 29 de maio, vai decorrer no parque de estacionamento do seu pavilhão, no Porto, como forma de assegurar o distanciamento social aconselhado pela Direção-Geral da Saúde, anunciou o clube de basquetebol.

Marcada para as 19:00 para a discussão, apreciação e votação do relatório e contas do ano de 2019, a reunião magna do clube da I Divisão do Campeonato Nacional de basquetebol acabou "transferida", do terceiro andar da sede, situada no lado oposto da Rua Alexandre Herculano, para o parque de estacionamento por questões sanitárias.

À Lusa, o presidente da mesa da assembleia-geral, Miguel Vasconcelos de Sousa, explicou as razões para a marcação da reunião para o parque de estacionamento e não para o pavilhão.

"A assembleia-geral tem de ser convocada com 15 dias de antecedência e não temos como antecipar de que forma vai evoluir o plano de desconfinamento, o que nos obriga a ter uma abordagem dupla, prática e teórica. Na teoria, o Vasco da Gama tem muitas centenas de associados e devemos estar preparados para a possibilidade, o que não se afigura provável, de ter 300 pessoas, pois há entre 800 e 900 sócios ativos", disse.

E prosseguiu: "na prática, sabemos que devemos ter no máximo 20 pessoas, para o qual a sede, no terceiro andar do edifício na Rua Alexandre Herculano, no Porto, sempre foi suficiente, mas em função desta nova realidade, a única forma de assegurar o distanciamento social é optar pelo parque de estacionamento".

No dia, acrescentou o presidente da mesa, "caso se conclua que o número de pessoas presentes na AG é compatível com a sua realização no interior do pavilhão é isso que irá acontecer".

"Há uma série de condicionalismos motivado pelo facto de estarmos todos a caminhar em águas nunca antes navegadas, pelo que estamos a usar um pouco do nosso bom senso, filtrando a informação que nos vai chegando da Direção-Geral da Saúde e das autoridades sanitárias e nos ajustando", acrescentou o responsável do clube portuense.

Na convocatória é também referido ser "obrigatório o uso de máscara".

Portugal regista hoje 1.231 mortes relacionadas com a COVID-19, mais 13 do que no domingo, e 29.209 infetados, mais 173, segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.