O FC Porto venceu hoje o Sporting por 66-59, em jogo da 13.ª jornada da Liga portuguesa de basquetebol, repetindo assim o triunfo que já havia alcançado em Alvalade, na segunda ronda.

Uma das chaves do triunfo obtido hoje pelos 'dragões' foram os 11 triplos convertidos, com Brad Tinsley em foco neste capítulo, contra quatro do Sporting.

A equipa portista também foi mais forte junto às tabelas, tendo somado 16 ressaltos ofensivos e 31 defensivos (31), ao passo que os 'leões' tiveram 11 e 29, respetivamente.

A produção atacante das duas equipas nos primeiros 10 minutos prenunciou um jogo que acabou por não se verificar, porque a qualidade foi quase sempre baixa na restante meia hora e as duas equipas somaram muitos erros entre lançamentos e passes falhados e faltas desnecessárias.

O Sporting começou bem e, com Travante Williams em bom plano, esteve mesmo vencer por 18-12, mas depois o FC Porto reagiu, conseguiu sete pontos consecutivos e aos 10 minutos ganhava por 22-21.

O período que se seguiu até ao intervalo foi mal jogado. Travante Williams podia ter dado o empate ao Sporting nos dois lances livres de que dispôs a quatro segundos, mas apenas converteu um e o FC Porto foi para o intervalo em vantagem por dois pontos.

A desinspiração das duas equipas continuou na segunda parte e traduziu-se em zero pontos durante mais de três minutos após o intervalo. Sucederem-se então perdas de bola, passes e lançamentos falhados e o jogo ficou confuso.

Com pouco mais de 500 espectadores presentes, o pavilhão teve um ambiente morno e o FC Porto mostrou-se menos irregular nas suas ações e foi levando a 'água ao seu moinho', mantendo-se na frente até que Travante Williams ganhou um ressalto e empatou a 26 pontos.

O encontro ganhou então mais emoção, as duas equipas tornaram-se mais intensas e o marcador acusava 52-50 favorável aos portistas à entrada para os 10 minutos finais, graças a um triplo de Paul Jorgensen.

O Sporting voltou depois aos erros, desperdiçou diversas situações para empatar, Diogo Ventura fez duas faltas seguidas com o resultado em 57-55 e 59-55 e os 'leões' alienaram em definitivo as suas hipóteses com uma ponta final em que lhes faltou serenidade e o FC Porto foi mais astuto e consistente.

A equipa lisboeta mantém-se na frente do campeonato, com 22 pontos em 12 jogos, e o FC Porto ocupa o terceiro posto, com menos um ponto e mais um jogo.

Jogo no Dragão Arena, no Porto.

FC Porto – Sporting, 66-59.

Ao intervalo: 39-37.

Sob a arbitragem de Sérgio Silva, Nuno Monteiro e José Gouveia, as equipas alinharam e marcaram:

- FC Porto (66): Charlon Kloof (2), Brad Tinsley (14), Rashard Odomes (11), Miguel Queiroz (9) e João Soares (7). Jogaram ainda: Francisco Amarante (6), Paul Jorgensen (9), Vladyslav Voytso (2), Mus Barro (6), João Torrié e Tiago Almeida.

Treinador: Moncho López.

- Sporting (59): Travante Williams (17), Diogo Ventura (4), Micah Downs (5), Joshua Patton (16) e João Fernandes. Jogaram ainda: Tanner Omlid (5), Miguel Cardoso, António Monteiro (6), João Fernandes (4) e Daniel Relvão (2).

Treinador: Luís Magalhães.

Marcha do marcador: 22-21 (10 minutos), 39-37 (intervalo), 52-50 (30 minutos) e 66-59 (resultado final).

Assistência: 545 espetadores.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.