A equipa masculina do Illiabum desceu à Proliga, enquanto o Ginásio Olhanense abdicou da presença nos ‘play-off’ de promoção ao escalão principal na próxima temporada, anunciou hoje a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB).

“Na época 2020/21 o Illiabum Clube vai competir na Proliga e o FC Porto B jogará na I Divisão masculina. No feminino, a AD Ovarense e o Carnide Clube disputarão a I Divisão”, lê-se em comunicado publicado no sítio oficial da FPB na Internet.

O prazo para os primodivisionários comunicarem ao organismo em que nível queriam competir na próxima temporada terminou na segunda-feira, quando a formação de Ílhavo confirmou em Comissão Administrativa um “desfecho nada fácil”, socorrendo-se de uma medida excecional devido aos efeitos da paragem motivada pela pandemia de covid-19.

“Contribuiu obviamente a incerteza financeira do momento e a questão desportiva, porque andamos há dois anos a lutar para não descer. Não conseguimos aumentar o orçamento para inverter isso e para o ano vão descer cinco equipas. Juntando as duas coisas, entendemos que é mais útil para o clube voltar à Proliga, estruturar-se e regressar daqui a uns tempos”, justificou à agência Lusa o presidente Pedro Rosa Novo.

Campeão da II Liga em 2015/16 e vencedor da Taça de Portugal em 2017/18, o Illiabum interrompe um ciclo de quatro temporadas consecutivas na elite e representa a única desistência entre os 14 emblemas primodivisionários, que aguardam pela definição da última vaga disponível, a ser determinada num ‘play-off’ em setembro.

“Relativamente aos apuramentos de pré-época, o Ginásio Olhanense informou a FPB que abdica do apuramento de subida à Liga, deixando assim o Clube Desportivo da Póvoa e a Associação Académica de Coimbra como as únicas duas equipas com elegibilidade para oficializarem a intenção de participar nos apuramentos”, prossegue.

A próxima versão da Liga de basquetebol contará com 14 clubes, dos quais 12 transitam da última época (Sporting, Benfica, FC Porto, Oliveirense, Vitória de Guimarães, Galitos, CAB Madeira, Esgueira, Lusitânia, Ovarense, Barreirense e Maia), além do Imortal, que garantiu a subida antes da pausa e vai render o despromovido Terceira Basket.

Todas as desistências comunicadas a partir de hoje serão penalizadas com a descida à II Divisão, conforme estipulou a FPB em 29 de abril, num dia em que anunciou o cancelamento conjunto das provas com as federações de andebol, patinagem e voleibol, sem títulos atribuídos e com a subida do Galitos à Liga feminina.

“Segue-se agora o período oficial de candidaturas à Liga e as inscrições nos restantes níveis seniores, cujo prazo termina em 30 de junho. Nos campeonatos nacionais da II Divisão masculina as inscrições terminam em 15 de agosto”, conclui a nota.

A Federação Portuguesa de Basquetebol anunciou em 04 de junho um reforço de 225 mil euros nas verbas destinadas aos clubes, fixando apoios financeiros superiores a 736 mil euros em taxas de inscrição e de participação, material desportivo e formação, como resposta à crise provocada pelo novo coronavírus.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.