O basquetebolista Kyrie Irving está hoje de volta à equipa dos Brooklyn Nets, após uma suspensão de oito jogos, e pediu desculpas a quem possa ter ofendido com o documentário com material antissemita que partilhou.

Kyrie Irving, de 30 anos, foi suspenso pela equipa da Liga norte-americana de basquetebol (NBA) em 03 de novembro, horas depois de se ter recusado dizer que não tinha crenças antissemitas, numa conferência de imprensa realizadas nas instalações de treino dos Brooklyn Nets.

“Não defendo nem de longe nem de perto o discurso de ódio ou antissemitismo ou qualquer coisa que vá contra a raça humana”, disse o base dos Nets, admitindo que devia ter tido outra postura na referida conferência de imprensa no início do mês.

Irving perdeu oito jogos durante o período de suspensão, que os Nets disseram que seria por um mínimo de cinco encontros sem remuneração, e o seu regresso à competição deverá acontecer no jogo de hoje, frente à formação de Memphis.

Irving disse que estava inicialmente à procura de informações quando se deparou com o link ‘Hebreus para Negros: Acorde a América Negra’ e o partilhou na sua página na rede social Twitter.

Quando questionado pelo motivo que o fez, Irving alegou o direito de postar material que era do seu interesse e recusou pedir desculpas ou esclarecer as suas crenças religiosas durante outra entrevista, alguns dias depois

Na sequência da divulgação do documentário com conteúdos antissemitas nas redes sociais, a Nike suspendeu os patrocínios com Kyrie Irving, condenando “qualquer discurso de ódio”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.