Mais de 700 policias foram destacados para Valencia esta quarta-feira, no âmbito da partida entre o Valência e o Maccabi Tel Aviv a contar para a Euroliga. O clube da casa anunciou que a presença policial e de segurança será reforçada para o jogo de "alto risco" e que onde participantes passarão por "verificações de segurança mais rigorosas".

"Colocamos em prática uma operação total, na qual mais de 700 policias estarão à paisana e com uniforme. Gostaria também de pedir aos adeptos (...) que demonstrem paciência, pois o acesso será mais demorado", disse a Pilar Bernabé Delegada da polícia de Valência em conferência de imprensa.

O aparato policial verificou-se com a chegada da equipa israelita ao Pavilhão Fuente de San Luis para o jogo com a equipa espanhola.

A partida da EuroLiga marcada para quarta-feira à noite acontecerá no meio das tensões desencadeadas em toda a Europa devido à guerra entre Israel e o Hamas. Mais de 1.400 pessoas foram mortas em Israel, na sua maioria civis, devido ao ataque do Hamas lançado a 7 de outubro.

Por sua vez, os ataques aéreos de retaliação de Israel mataram mais de 3.000 pessoas na Faixa de Gaza, maioritariamente civis, isto de acordo com as autoridades locais.

O Ministério do Interior da Espanha anunciou uma série de "medidas de segurança adicionais" relacionadas com o conflito, apesar de Madrid ter optado por manter inalterado o seu alerta antiterrorismo, mantendo-se assim em modo "elevado".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.