Bill Russell, lendário basquetebolista dos Boston Celtics e da seleção dos Estados Unidos, 11 vezes campeão da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), morreu hoje aos 88 anos, anunciou a família através da sua conta Twitter.

"O mais prolífico ganhador da história do desporto americano apagou-se hoje calmamente com a idade de 88 anos, com a sua mulher Jeannine junto à cabeceira", anunciou a família daquele que é considerado um dos melhores jogadores da história do basquetebol.

Primeiro jogador negro a atingir o estatuto de superestrela na NBA, Russell conta no palmarés com 11 títulos de campeão da Liga norte-americana e a medalha de ouro olímpica em 1956. Foi também o primeiro negro a treinar uma equipa de um grande campeonato, assumindo o comando dos Celtics entre 1966 e 1969.

Russell, que tinha 2,08 metros de altura e uma envergadura de braços de 2,24 metros, era sobretudo conhecido pelas qualidades defensivas.

Toda a sua carreira na NBA, de 1956 a 1969, foi feita com a camisola verde dos Boston Celtics, jogando 12 finais, das quais ganhou 11.

Essa série de vitórias ainda é um recorde nos grandes campeonatos profissionais norte-americanos, em igualdade com Henri Richard, da Liga nacional de hóquei no gelo.

Ao saber da morte de Russell, a NBA homenageou "o maior dos campeões de todos os desportos de equipa". "Bill defendia algo bem maior do que o desporto: os valores da igualdade, respeito e inclusão, que inscreveu no ADN da nossa liga", escreveu Adam Silver, o 'patrão' da NBA, em comunicado.

"No cume da sua carreira desportiva, Bill defendeu vigorosamente os direitos cívicos e a justiça social, uma herança que transmitiu às gerações de jogadores da NBA que seguiram os seus passos", acrescentou Silver.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.