Vital chegou à equipa sénior do Sporting em 1965/66, três anos depois de ter iniciado a prática da modalidade no clube, no qual desempenhou ainda funções de treinador dos escalões de formação e da equipa feminina.

Esteve nos dois regressos do basquetebol no clube de Alvalade, em 1984, sob a liderança de João Rocha, após dois anos de paragem, e em 2012, com Godinho Lopes, depois da extinção em 1995.

“Figura ímpar do basquetebol ‘verde e branco’, Edgar Vital construiu um legado sem paralelo na modalidade e assumiu-se como uma das figuras mais importantes da secção ‘leonina’ durante várias décadas, tendo desempenhado as funções de jogador, treinador e também dirigente”, elogiou o Sporting, na mensagem em que e agradece os anos de dedicação ao clube.

Também a Federação Portuguesa de Basquetebol (FPB) expressou as mais sentidas condolências à família, aos amigos e ao Sporting.

Edgar Vital, prémio Stromp pela dedicação em 1993, foi ainda dirigente dos conselhos de arbitragem da FPB e da Liga de Clubes de Basquetebol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.