Neemias Queta, que hoje se estreou pela seleção portuguesa de basquetebol, destacou a “justiça” do triunfo na visita à Roménia e perspetivo uma “boa campanha” rumo ao campeonato da Europa de 2025.

“Foi um bom jogo para nós. Acho que conseguimos controlar desde o início de cada parte. Entrámos muito fortes e depois soubemos gerir bem a liderança”, resumiu, após o êxito por 75-59, em Ploiesti, na segunda ronda de pré-qualificação.

As estreias do poste dos Sacramento Kings, da Liga norte-americana de basquetebol (NBA), e do naturalizado Travante Williams foram entendidas com um “bom começo do novo grupo” dirigido por Mário Gomes.

“Foi uma boa introdução para mim e para o Travante. Podemos fazer uma boa campanha no Eurobasket. Ainda estamos muito longe do objetivo, mas é bom começar desta maneira”, considerou o técnico.

Apesar do resultado confortável, Neemias Queta assumiu que este foi um desafio “complicado”, pelo que elogiou a forma como a seleção soube “manter a cabeça nivelada”, considerando que isso é fundamental para “dar o salto para o próximo nível”.

“Para chegarmos ao campeonato da Europa vai haver momentos bons e maus, portanto é manter a calma e saber que temos confiança no nosso trabalho”, sintetizou.

O selecionador Mário Gomes disse que “pode parecer fácil” quando se ganha por 16 pontos, enaltecendo o “grande trabalho” de uma equipa que foi ”disciplinada”

“Foi uma verdadeira equipa, coesa, os jogadores apoiaram-se. Fomos superiores do princípio ao fim. Estivemos bem na recuperação defensiva e no ressalto defensivo. Jogámos organizados no ataque, com disciplina tática, sem cortar a liberdade dos atletas. Cumprimos o objetivo de cometer menos erros do que eles”, resumiu.

O jovem Rafael Lisboa falou numa “vitória muito importante”, no começo de uma nova competição, entendendo que este foi “um jogo muito bem conseguido” de Portugal.

“Não jogamos sozinhos. Começámos melhor, e eles reagiram, pois têm executantes de qualidade. Soubemos ganhar, controlar o jogo e estar sempre na frente. Vitória 100% merecida”, sentenciou.

Portugal segue no segundo lugar do agrupamento, com os mesmos dois pontos da Bulgária, que hoje venceu por 88-55 a sua congénere cipriota, adversária da seleção lusa no domingo, em Odivelas.

O vencedor de cada um dos três grupos junta-se nas eliminatória ao Chipre, anfitrião do torneio da apuramento para a fase final, enquanto os restantes são relegados para a terceira ronda de pré-qualificação.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.