A dois dias do descanso e com a Serra do Barroso como pano de fundo, a vila de Boticas vai dar sinal de partida à quinta etapa que terminará no Monte de Santa Luzia, em Viana do Castelo. Não fosse a difícil travessia do Gerês, o final em subida no Santuário de Santa Luzia, e um pelotão fatigado mas inconformado e quase se poderia adivinhar um dia calmo para apreciar os 180 km de uma das mais belas etapas da “Volta”.

Na realidade quem sair como líder desta primeira fase da prova que termina em Mondim de Basto, passará a ter, assim como a sua equipa, a ingrata missão de tentar controlar os intentos de um, ainda, alargado número de adversários, que habitualmente colocam o seu inconformismo na busca de oportunidades que estas etapas de transição proporcionam.

As fugas “consentidas” com mais de metade dos corredores a dezenas de minutos dos primeiros, terão agora máximo protagonismo. Ainda assim, julgo, pela importância desta etapa, que a vitória será discutida entre os principais candidatos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.