O ciclista português André Carvalho foi este domingo o terceiro classificado na segunda e última etapa do GP Général Patton, prova da Taça das Nações de juniores, disputada no Luxemburgo, terminando na 11.ª posição.

Os últimos 97 quilómetros da competição foram disputados em circuito, em redor de Wincrange, com um grupo com cerca de duas dezenas de corredores a ficar na frente da corrida. Entre esses ciclistas estava André Carvalho, que atacou em resposta a uma ofensiva do alemão Martin Salmon, que viria a ganhar a tirada.

O júnior português acabou por terminar a nove segundos do vencedor, na terceira posição, atrás do alemão Georg Zimmerman.

André Carvalho ganhou duas posições na geral, terminando a prova no 11.º posto, a 01.50 minutos de Marc Hirschi, que aproveitou a iniciativa do português para conquistar o Grande Prémio.

O segundo classificado foi Georg Zimmerman, a três segundos, e o terceiro o belga Bjorg Lambrecht, a cinco.

“A participação acaba por ter corrido bem, mas queríamos ainda melhor e tínhamos condições para isso. Ontem conseguimos estar em todos os ataques principais, mas falhámos aquele que acabaria por vingar. Apesar disso, não virámos a cara à luta e hoje estivemos na discussão da etapa e da corrida”, afirmou o selecionador nacional, José Poeira, citado em comunicado da Federação Portuguesa de Ciclismo.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.