A Volta a França em bicicleta de 2021 vai partir de Brest e terá as suas primeiras quatro etapas na Bretanha, foi hoje anunciado, depois de Copenhaga ter pedido para adiar para 2022 a organização da partida.

“Brest não é um plano B, mas um plano A antecipado. O autarca de Copenhaga disse-nos que queriam o Tour, mas tinha receios pela segurança e logística, bem como o alojamento. A única solução possível foi adiar um ano. Estamos muito gratos à região da Bretanha por ter trocado com a Dinamarca”, disse o diretor da prova, Christian Preudhomme.

A pandemia levou a que os Jogos Olímpicos Tóquio2020 e o Euro2020 de futebol fossem adiados um ano, para 2021, sendo que o ‘Tour’ vai situar-se precisamente entre esses dois grandes eventos.

Além do acumular destes acontecimentos, Copenhaga é uma das cidade-sede do europeu de futebol, facto que vai obrigar a um conjunto de adaptações na cidade, complicando as questões logísticas.

"Desde 2018 que estávamos a discutir com a região da Bretanha a ‘grande partida’. No outono decidimos que seria em 2022, prevendo anunciá-lo na próxima Primavera”, revelou.

Esta será a quarta vez em 100 anos que o Tour vai partir de Brest, uma cidade com cerca de 420.000 habitantes que recebeu o evento em 1952, 1974, 2008. Rennes, a capital da região, mereceu a honra em 1964.

“Tirando Paris, quatro partidas do Tour é um recorde para uma cidade”, recordou o diretor da prova, que adiou uma semana para 29 de outubro a apresentação completa da prova que vai principiar a 26 de junho.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.