O ciclista equatoriano Richard Carapaz, campeão olímpico de fundo em Tóquio2020, vai correr a Volta a França no ano de estreia na EF Education-Easy Post, juntando-lhe o Giro ou a Vuelta, anunciou hoje.

A ‘Locomotiva de Carchi’, de 29 anos, deixará a INEOS no final de 2022 e, na formação norte-americana, terá um maior papel de protagonismo e destaque nas grandes Voltas, começando pelo Tour, a que juntará Itália ou Espanha.

“O meu calendário para a próxima época ainda não está definido. Na primeira concentração, discutiremos o programa. Será tudo definido com outra precisão em dezembro. O objetivo é competir em duas grandes Voltas, discutiremos se Giro/Tour ou Tour/Vuelta”, declarou, em entrevista a uma rádio equatoriana.

O vencedor da Volta a Itália em 2019, que foi segundo na mesma corrida em 2022, um ano depois do terceiro posto no Tour, regressa à ‘Grande Boucle’ agora à frente de uma equipa, sem outros líderes no ‘oito’ que for escolhido, que tem nomes como os colombianos Rigoberto Urán e Esteban Chaves, o costa-riquenho Andrey Amador ou o britânico Hugh Carthy.

Depois da vitória do dinamarquês Jonas Vingegaard (Jumbo-Visma) em 2022, o Tour regressa de 01 de julho de 2023, partindo de Bilbau, em Espanha, até dia 23 desse mês, em Paris.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.