O ciclista italiano Giulio Ciccone (Trek-Segafredo), 10.º classificado na Volta a Itália de 2021, abandonou hoje a prova, antes da partida para a 18.ª etapa, em consequência dos ferimentos contraídos durante uma queda ocorrida na tirada de quarta-feira.

Ciccone "sofreu uma forte contusão na região lombar e na mão esquerda" devido à queda - que envolveu também o compatriota Vincenzo Nibali e o etíope Amanuel Ghebreigzabhier, colegas na Trek-Segafredo -, numa altura em que circulava a grande velocidade.

A equipa tinha indicado que os três ciclistas iriam participar na tirada de hoje, entre Rovereto e Stradella, mas Ciccone, que ocupava a 10.ª posição na classificação geral, liderada pelo colombiano Egan Bernal (INEOS), optou por abandonar a corrida.

O belga Remco Evenepoel (Deceuninck-QuickStep), que esteve igualmente envolvido na queda, em que chegou a ultrapassar o ‘rail’ de proteção da estrada, desistiu ainda na quarta-feira, depois de ter sofrido múltiplas lacerações e contusões.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.