Os ciclistas da Volta à França, através da sua associação internacional (CPA), reagiram hoje com desagrado às palavras de Lance Armstrong, que garantiu ser impossível ganhar o Tour sem doping.

«É desonrante ser-se sistematicamente denegrido por alguns que procuram ganhar dinheiro ou notoriedade connosco. Demais é demais», disse a associação, em comunicado.

Para a CPA, a entrevista de Lance Armstrong, que perdeu as sete vitórias no Tour por recurso a substâncias dopantes, ultrapassou todos os limites.

«Desde há vários anos que temos demonstrado a nossa boa vontade na luta antidoping. Se a cultura de dopagem era dominante nos anos 1990, desde há 15 anos que o nosso desporto combate sozinho o flagelo do doping», prossegue a nota.

A associação internacional precisa ainda que esta geração de ciclistas pensa no presente e, sobretudo, no futuro e que espera que os seus direitos fundamentais sejam respeitados.

As notícias de casos de dopagem em edições anteriores da Volta a França têm proliferado nos últimos dias.

Hoje, foi a vez de Lance Armstrong dizer ao jornal francês Le Monde que era impossível ganhar a prova sem doping.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.