A W52-FC Porto poderá vir a ser extinta, na sequência da detenções junto da equipa que tem dominado a Volta a Portugal nos últimos anos. De acordo com o Correio da Manhã, o diretor da W52-FC Porto, Nuno Ribeiro, foi detido pela Polícia Judiciária, após várias dezenas de buscas numa operação destinada à deteção de métodos proibidos e substâncias ilícitas suscetíveis em provas de ciclismo.

"Não tenho culpa de nada e nem sei concretamente o que se está a passar com os elementos da equipa. Com cabeça fria e sem precipitações, vamos analisar bem o caso e aguardar que a Justiça faça o que lhe pertence. Se existe algum caso com um ou outro ciclista cá estamos para agir, se for a equipa toda tenho de reunir-me com a direção do FC Porto e ver o que vamos fazer", revelou Adriano Quintanilha, patrocinador e responsável da W52-FC Porto, ao jornal 'A Bola', admitindo que, face ao escândalo de doping, a equipa poderá ser extinta.

"Tenho de confiar no diretor desportivo e nos homens que tenho, porque a minha vida não é o ciclismo. Sou um empresário que todo o País conhece e não quero estar envolvido em situações menos claras. Se existirem problemas são eles que têm de assumir as responsabilidades. E se fizeram alguma coisa que não deviam nas minhas costas é evidente que não posso ser o responsável. Não vou tomar decisões de ânimo leve e sem conhecer todo o processo, mas se houver problemas graves falarei com o FC Porto. Se tivermos de tomar decisões drásticas sairá o clube e a W52 [do ciclismo] de mãos dadas, como começámos, e nunca mais quero ouvir falar de ciclismo", comentou.

No comunicado sobre a operação 'Prova Limpa', a PJ informa que "foram efetuadas duas detenções e realizadas várias dezenas de buscas domiciliárias e não domiciliárias em diversas regiões do território nacional, visando dirigentes, atletas e instalações de uma das equipas em competição".

A PJ não indica qual foi a equipa visada nestas buscas, embora tudo indique que possa ser a W52-FC Porto, que não partiu para a terceira etapa do Grande Prémio O Jogo, sem que fossem conhecidas as razões. O diretor desportivo da União Ciclista da Maia, José Ribeiro, também ter sido detido.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.