O médico Eufemiano Fuentes, condenado a um ano de prisão no âmbito da “Operação Puerto” por práticas de dopagem, foi hoje acusado de fraude fiscal, na sequência de informações fornecidas às autoridades espanholas.

A fiscal de crimes económicos de Las Palmas, Evagelina Ríos, já confirmou a acusação a Eufemiano Fuentes e a mais duas pessoas por fraude fiscal, revelando que existem indícios do crime.

Segundo a imprensa espanhola, o médico espanhol terá cobrado dinheiro a pacientes em diversos tratamentos, sendo que esses montantes foram enviados para contas na Suíça.

Eufemiano Fuentes foi condenado a um ano de prisão e proibido de exercer medicina desportiva durante 10 anos, depois de ter sido considerado culpado e autor de um crime contra a saúde pública, num dos maires escândalos de doping no desporto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.