Os candidatos à vitória na 43.ª Volta ao Algarve em bicicleta têm esta quinta-feira o seu primeiro teste, na segunda etapa, que vai ligar Lagoa ao alto da Fóia, com o colombiano Fernando Gaviria (Quick-Step Floors) a partir de amarelo.

O ponto mais alto do Algarve, situado a 900 metros de altitude, em plena serra de Monchique, culminará uma viagem de 198,3 quilómetros, com partida de Lagoa, que porá à prova a camisola amarela do ‘sprinter’ Fernando Gaviria, que tem um segundo de vantagem sobre o alemão Christoph Pfingsten (Bora-hansgrohe) e quatro sobre o também germânico André Greipel (Lotto Soudal).

O espanhol Luis León Sánchez (Astana) é o grande favorito a repetir o triunfo na Fóia, no final de uma jornada que tem início marcado para as 11:50 e que inclui três contagens de montanha.

Depois de uma primeira fase tranquila, com passagem na meta volante de Odiáxere (quilómetro 52,1), o pelotão vê a estrada inclinar-se, com a terceira categoria de Eirinha (128,1) a ser a primeira grande dificuldade dos complicados 60 quilómetros finais.

Cumprida a segunda meta volante do dia, em Monchique (km 159,3), os 196 ciclistas da 43.ª edição rumam ao Alto da Pomba, uma contagem de segunda categoria, curta e explosiva, de 3,6 quilómetros, situado aos 170,8 quilómetros.

A chegada ao ponto mais alto do Algarve (900 metros) será feita por uma vertente diferente da do ano anterior, com a escalada para a meta a fazer-se ao longo de 9,1 quilómetros, com uma inclinação média de 6,2%, estando a chegada prevista para as 16:58 horas.

A 43.ª Volta ao Algarve arrancou na quarta-feira em Albufeira e termina no domingo, com a consagração do sucessor do britânico Geraint Thomas (Sky) no alto do Malhão, em Loulé.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.