O ciclista belga Philippe Gilbert (BMC) venceu hoje ao 'sprint' a segunda etapa da Volta à Suíça, após a qual o seu colega suíço Stefan Kung subiu à liderança.

O português Rui Costa (UAE Team Emirates), vencedor em três ocasiões da prova helvética, integrou uma fuga juntamente com o belga Jan Bakelants (AG2R) e o italiano Damiano Caruso (BMC), que chegou a deter cerca de 30 segundos de avanço para o pelotão a cerca de 20 quilómetros da meta, mas o trio foi apanhado a cerca de cinco quilómetros da meta.

Campeão belga e campeão do mundo em 2012, Philippe Gilbert foi o mais forte no 'sprint' final, cumprindo os 172,7 quilómetros, com início e fim em Cham, em 4:22.36 horas, batendo o australiano Patrick Bevin (Cannondale) e o francês Anthony Roux (FDJ).

Rui Costa terminou na 27.ª posição, com o mesmo tempo do vencedor, enquanto Nélson Oliveira (Movistar) foi apenas 95.º, a 9.53 minutos, no mesmo grupo do australiano Rohan Dennis (BMC), que assim perdeu a camisola amarela conquistada no prólogo.

Stefan Kung, que tinha sido segundo no prólogo, é o novo comandante, com um segundo de avanço para uma dupla da Team Sunweb, o australiano Michael Mathews e o holandês Tom Dumoulain, recente vencedor da Volta à Itália.

Rui Costa, que venceu a Volta à Suíça em 2012, 2013 e 2014, subiu 36 posições para 25.º, a 20 segundos da liderança, enquanto Nélson Oliveira caiu 41 lugares para 89.º, a 10.13.

Na segunda-feira, disputa-se a terceira de nove etapas, com 159,3 quilómetros entre Menziken e Berna.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.