O equatoriano Richard Carapaz (Movistar) conquistou hoje a 102.ª edição da Volta a Itália em bicicleta, a primeira ‘grande Volta’ vencida por um ciclista daquele país sul-americano, num contrarrelógio final em que se impôs o norte-americano Chad Haga (Sunweb).

Aos 29 anos, Carapaz consegue a maior vitória da carreira, tendo defendido com êxito a liderança que assumiu na 14.ª tirada, no contrarrelógio da 21.ª e última etapa, de 17 quilómetros, em Verona, acabando com 1.05 minutos de vantagem sobre o segundo, o italiano Vincenzo Nibali (Bahrain-Merida), e 2.30 sobre o terceiro, o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma), nas contas finais.

Na etapa, o esloveno foi 10.º colocado, o que lhe permitiu subir ao último lugar do pódio, num exercício em Verona que Haga venceu com um tempo de 22.07 minutos, batendo dois belgas da Lotto Soudal, Victor Campenaerts, segundo, a quatro segundos, e Thomas de Gendt, terceiro, a seis.

O único português em prova, Amaro Antunes (CCC), registou hoje o 34.º melhor tempo, a 1.10 minutos do vencedor, terminando a estreia em ‘grandes Voltas’ no 54.º posto da geral final.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.