O italiano Vincenzo Nibali (Astana), um de sete ciclistas que venceram as três grandes Voltas, anunciou hoje, após a quinta etapa da Volta a Itália, que vai terminar a carreira no final do ano.

“Estava à espera desta etapa há algum tempo, há anos. Foi aqui que comecei a correr e a treinar, e queria confirmar aqui que este é o meu último Giro e a minha última temporada”, disse o ciclista.

Em ‘casa’, na sua cidade natal de Messina, o ‘tubarão’ deu conta, entre lágrimas, que “está na hora de terminar”.

“Fiz tanto, durante tanto tempo, mas agora é a altura certa”, admitiu.

Nibali, que faz 38 anos em novembro deste ano, venceu a Volta a Espanha em 2010, o Giro em 2013 e 2016, e a Volta a França em 2014.

Só outros seis ciclistas na história venceram as três grandes Voltas: Eddy Merckx, Bernard Hinault, Jacques Anquetil, Felice Gimondi, Alberto Contador, e outro ciclista ainda no ativo, Chris Froome (Israel-Premier Tech).

Numa carreira recheada de triunfos, nota ainda para dois triunfos no Tirreno-Adriático, duas conquista da Volta à Lombardia, a Milão-Sanremo de 2018, várias etapas nas grandes Voltas e dois títulos nacionais de fundo.

O siciliano conta 11 participações no Giro, nove no Tour e seis na Vuelta, tendo marcado presença em quatro Jogos Olímpicos.

Nesta edição da ‘corsa rosa’, Nibali é 30.º da geral, numa época em que tem previsto regressar à Volta a França e também à ‘Il Lombardia’.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.