O ciclista moçambicano Gustavo Silva voltou a destacar-se no circuito cidade, prova organizada pela federação moçambicana da modalidade, ao vencer o circuito bairro Maxaquene-Mavalane, disputado este domingo em Maputo.

Numa prova em participaram 30 corredores, logo cedo o pelotão destacou-se e foi composto por seis corredores que percorrem o percurso de 64.3 quilómetros colados.

Apesar ao facto de terem encontrado vento desfavorável, a juntar ao circuito plano sem praticamente nenhuma subida, o pelotão andou a uma velocidade que atingiu o máximo de 35 quilómetros a hora.

E foi ao sprint que os líderes da corrida decidiram o vencedor deste circuito, com Gustavo Silva e Carlos Sales a cortarem a meta quase que em simultâneo, tendo a vitória sorrido para o primeiro que fez o tempo de 1 hora, 49 minutos, tendo o segundo classificado efectuado percurso em mais 8 centésimos do segundo. Simone Michel terminou em terceiro com o tempo de 1 hora 49 minutos e 30 centésimos.

Falando da corrida, Gustavo Silva disse que “foi uma prova bastante complicada devido ao calibre dos ciclistas. Foi bastante puxado devido a natureza rápida do circuito, o vento não ajudou, tivemos poucas vezes com o vento à favor, estávamos constantemente a sofrer ataques no pelotão, o que se percebeu através do número de atletas quando chegaram”.

Em populares a vitória sorriu para Claude Champier que venceu a concorrência de Celso Mandlate e Bruno Guiliche, segundo e terceiro classificados respectivamente. 

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.