O ciclista colombiano Álvaro José Hodeg venceu esta quarta-feira, ao ‘sprint’, a sexta etapa da Volta a França do Futuro, na qual Francisco Campos foi o melhor português, no 19.º posto.

Hodeg cumpriu os 139,1 quilómetros entre Montrichard e St. Amand-Montrond em 3:00.46 horas, depois de a fuga do dia ter sido apanhada já dentro do último quilómetro, e conseguiu finalmente vencer na prova, após pódios em três ocasiões.

O polaco Alan Banaszek foi segundo e o alemão Konrad Gebner terceiro, com cinco ciclistas lusos a chegarem integrados no pelotão com o mesmo tempo do vencedor: Francisco Campos (19.º), Tiago Antunes (40.º), Hugo Nunes (81.º), José Neves (88.º) e André Carvalho (109.º).

Depois de ter caído na etapa de terça-feira, Rui Oliveira foi dado como apto pelo departamento médico, mas acabou por ‘sofrer’ na etapa, tendo chegado em último, 136.º, com mais de 16 minutos de atraso para Hodeg.

O melhor colocado na geral é Tiago Antunes, no 25.º posto, com Tiago Nunes em 52.º, Francisco Campos em 72.º, José Fernandes em 98.º, um lugar acima de André Carvalho, e Rui Oliveira no 134.º posto.

Esta foi a última das seis tiradas destinadas aos velocistas, seguindo-se, na quinta-feira, um dia de descanso, antes de três etapas nos Alpes a testarem os trepadores do plantel sub-23.

“Nas próximas etapas, entram em cena outros protagonistas, corredores que sofreram muito nesta fase inicial. Tenho esperança que consigamos estar com os melhores”, explicou o selecionador José Poeira, citado em comunicado.

Na sexta-feira, os ciclistas enfrentam 118,4 quilómetros entre St. Gervais Mont Blanc e Hauteluce-Les Saisies, com três contagens de montanha, uma delas de primeira categoria que coincide com a linha de meta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.