O ciclista britânico Jake Stewart (Groupama-FDJ) tem uma fratura na mão esquerda, resultante do ‘encosto’ sofrido no domingo passado por parte de Nacer Bouhanni na prova Cholet-Pays de Loire, anunciou hoje a sua equipa.

“Jake Stewart não poderá iniciar a sua segunda Volta a Flandres no próximo domingo. Infelizmente, ele estará ausente na sequência do incidente no ‘sprint’ final da Cholet-Pays de la Loire, devido a uma fratura na mão esquerda”, revelou a formação francesa numa publicação na rede social Twitter.

O ciclista britânico magoou a mão ao embater nas barreiras que ladeavam a chegada da prova francesa, depois de ser ‘empurrado’ por Nacer Bouhanni contra as mesmas, em pleno ‘sprint’.

Na segunda-feira, a União Ciclista Internacional (UCI) condenou “firmemente” a conduta “perigosa” do francês, pedindo sanções para o ‘sprinter’ da Arkéa-Samsic.

Nacer Bouhanni, que terminou a corrida em terceiro, foi desclassificado pouco depois pelo colégio de comissários, após a análise das imagens televisivas, onde se vê o francês a ‘fechar’ a trajetória a Jake Stewart, empurrando, com o ombro, o britânico contra as barreiras.

“A UCI decidiu levar o incidente à sua Comissão Disciplinar e pedir a imposição de sanções que sejam apropriadas à gravidade da sua ação”, informou, em comunicado, a federação internacional, que endureceu a posição quanto a manobras perigosas em ‘sprints’ desde a queda violenta do holandês Fabio Jakobsen (Deceuninck-QuickStep) na Volta à Polónia do ano passado, que valeu uma suspensão de nove meses ao seu compatriota Dylan Groenewegen (Jumbo-Visma).

Após a prova, Stewart partilhou o vídeo da chegada da Cholet-Pays de Loire no Twitter, interpelando diretamente Bouhanni: “Perguntar-te-ia em que estavas a pensar, mas, claramente, não tens cérebro. A ironia é teres-me dito que não tenho respeito depois da meta. Aqui fica um vídeo pedagógico sobre a que se assemelha ‘a falta de respeito’.”

Na segunda-feira, Bouhanni reconheceu ter cometido um erro, e desculpou-se.

“Devo dizer que estou desolado por Jake Stewart. Admito que o meu erro foi mudar de trajetória para seguir a sua roda [de Elia Viviani, o vencedor]. Não vi Jake Stewart nesse momento. No momento em que nos tocámos, desequilibrei-me e tentei equilibrar-me como podia, de modo a não cair […]. Não foi intencional, de modo nenhum”, justificou-se o polémico francês.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.