José Mendes (Bora-Argon 18) foi hoje o português em destaque na oitava etapa da Volta a França em bicicleta, ao lançar um dos primeiros ataques na subida ao Mûr-de-Bretagne

“Embora nestas etapas se rode a muita velocidade na parte final, consegui estar na frente, primeiro na ajuda aos meus colegas, na colocação para a subida. Já em plena ascensão, quando me vi na frente, entusiasmei-me e tentei a minha sorte”, confessou Mendes à agência Lusa.

O ciclista da Bora-Argon 18 reconheceu que mais importante do que a tentativa, que “não passou disso mesmo”, foi sentir que o corpo volta a reagir bem depois da queda que sofreu na segunda etapa e cujo efeito mais visível é o atraso na geral (é 169.º, a 51.23 minutos do camisola amarela Chris Froome).

“Hoje senti-me um pouco melhor da minha perna esquerda, mas ambas não conseguiram render o que fazia falta. Ainda consegui aguentar com o grupo dianteiro até ao último quilómetro, mas a velocidade do pelotão era elevadíssima e foi-me impossível conseguir ir com eles naquele ritmo. Demasiada explosão para as minhas características”, lamentou no seu diário Rui Costa (Lampre-Merida), que foi 47.º a 45 segundos de Alexis Vuillermoz (AG2R).

Trabalhadores de equipa, Tiago Machado (Katusha) e Nelson Oliveira (Lampre-Merida) pouparam-se hoje já a pensar no contrarrelógio por equipas de domingo.

“Podia ter chegado um pouco mais a frente, mas é preciso poupar tudo para os dias decisivos. Hoje quando olhámos para o perfil da etapa pensámos que seria uma chegada boa para o ‘Purito’ [Joaquim Rodríguez], mas no terreno isso não se verificou. Fiz o melhor que pude para o ajudar e depois gerir que amanhã é dia de ‘crono’ por equipas e quero ajudar muito a minha equipa”, descreveu à Lusa Machado, que foi 49.º, a 59 segundos do vencedor e é 76.º na geral, a 23.13 minutos.

Já Nelson Oliveira, que perdeu 09.09 minutos na etapa e ocupa agora a 116.ª posição na classificação, a 33.19 minutos de Froome, revelou que a etapa foi tranquila apenas até ao último ‘sprint’ intermédio.

“Eu hoje não me sentia bem e optei por tentar recuperar o máximo para amanhã, para ver se o corpo está melhor para o ‘crono’ por equipas”, explicou.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.