O ciclista Mads Würtz Schmidt impôs-se hoje na sexta etapa do Tirreno-Adriático, na qual o português Nelson Oliveira foi quinto, após integrar a fuga do dia, com o esloveno Tadej Pogacar a conservar a liderança da geral.

No final dos 169 quilómetros entre Castelraimondo e Lido di Fermo, ‘animados’ por uma escapada de seis corredores, entre os quais o português da Movistar, o ciclista dinamarquês da Israel Start-Up Nation foi o mais rápido, cumprindo a tirada em 03:42.09 horas.

Brent van Moer (Lotto Soudal), segundo, e Simone Velasco (Gazprom-RusVelo), terceiro, secundaram Mads Würtz Schmidt, com Nelson Oliveira a fechar a sua jornada de ‘aventura’ na quinta posição, com o mesmo tempo do vencedor.

O pelotão, que ‘facilitou’ na perseguição aos fugitivos, reagiu demasiado tarde e cortou a meta 01.09 minutos depois dos cinco primeiros, com Ivo Oliveira (UAE Emirates) a chegar no 16.º lugar, à frente de João Almeida (Deceuninck-QuickStep) e do seu companheiro de equipa e ‘maglia azzurra’ Tadej Pogacar, que foram, respetivamente, 23.º e 25.º na tirada.

Num dia sem alterações nas contas da geral, Nelson Oliveira uniu-se a Würtz Schmidt, Van Moer, Velasco e ainda a Jan Bakelants (Intermarché-Wanty-Gobert) e Emils Liepins (Trek-Segafredo), com o sexteto a saltar para a frente da corrida quando estavam decorridos 25 quilómetros e a construir uma vantagem que chegou os seis minutos e, a 20 quilómetros da meta, ainda rondava os três.

As equipas dos ‘sprinters’ desvalorizaram o entendimento dos homens da frente e ‘pagaram cara’ a ousadia, abdicando da perseguição já dentro dos 20 quilómetros finais e entregando a vitória na sexta etapa da prova italiana aos fugitivos.

Oliveira, de 32 anos, fez jus ao seu estatuto de gregário de luxo do pelotão, puxou na frente mais do que qualquer outro, mas, menos veloz do que os seus companheiros de fuga no ‘sprint’, acabou por ser apenas quinto – Liepins tinha descolado mais atrás.

O quatro vezes campeão nacional de contrarrelógio de elites e medalha de prata na especialidade nos Jogos Europeus Minsk2019 subiu ao 70.º lugar da geral (a 41.10 minutos), liderada por Pogacar, que manteve os 01.15 minutos de vantagem sobre o segundo classificado, o belga Wout van Aert (Jumbo-Visma), e os três sobre o terceiro, o espanhol Mikel Landa (Bahrain-Victorious).

João Almeida permanece na sétima posição, a 04:42 minutos do esloveno, enquanto Ivo Oliveira é 110.º, a 54.33.

Na terça-feira, a vitória no Tirreno-Adriático, que não deverá escapar ao jovem da UAE Emirates, será decidida num contrarrelógio de 10,1 quilómetros em San Benedetto del Tronto.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.