O eslovaco Peter Sagan abandonou hoje a Volta a Espanha em bicicleta, na sequência do acidente da véspera, em que foi abalroado por uma moto da organização, anunciou hoje a equipa Tinkoff-Saxo.

"Infelizmente, o colíder da equipa na 'Vuelta' não está em condições de continuar na corrida e vai regressar a casa para se refazer das lesões", indica a equipa russa em comunicado, antes do início da nona etapa.

Sagan, que envergava a camisola verde, de líder da classificação por pontos, preparava-se para tentar a sua segunda vitória quando, a oito quilómetros da chegada, foi tocado pela mota e lançado para o asfalto. O eslovaco terminou a etapa, mas hoje já não vai arrancar.

Segundo a equipa, o vencedor da terceira etapa sofreu ferimentos e escoriações de primeiro e segundo grau no lado esquerdo do corpo, desde a anca até ao fundo da perna, bem como um hematoma intramuscular no antebraço direito.

A equipa russa, que conta com o português Sérgio Paulinho na 'Vuelta', afirmou no sábado que estava a ponderar "ações judiciais contra a ou as pessoas responsáveis pelo acidente".

"Infelizmente, não é a primeira vez que um incidente destes acontece. Mesmo que tenham de passar um pelotão de ciclistas, as motas têm de o fazer com atenção e não com impudência. Na minha opinião, os ‘motards’ não levam suficientemente a sério a segurança dos corredores", lamentou Peter Sagan.

Visivelmente enervado após o acidente, Sagan foi multado em 300 francos suíços (cerca de 208 euros) pelo júri por injúrias, ameaças e comportamento atentatório contra a imagem do ciclismo, enquanto o ‘motard’ implicado foi excluído da presente edição da prova.

Entre outras vítimas da etapa está o belga Kris Boeckmans (Lotto Soudal), qui foi colocado em coma artificial depois de ter sofrido um traumatismo craniano grave na sequência de uma queda coletiva a 50 quilómetros da meta, em Múrcia.

O irlandês Dan Martin (Cannondale-Garmin), então terceiro da geral, o norte-americano Tejay van Garderen (BMC) e o francês Nacer Bouhanni (Cofidis) também tiveram de abandonar.

O belga Jasper Stuyven (Trek) venceu a etapa, mas hoje já não alinha à partida porque a queda deixou-lhe uma fratura numa mão.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.