O português Ricardo Vilela (Efapel-Glassdrive) conquistou hoje a primeira edição do Grande Prémio Efapel/Glassdrive, graças ao triunfo na terceira e última etapa, um contrarrelógio individual de 12,7 quilómetros, entre Serpins e a Lousã.

O corredor, natural de Bragança, cumpriu o “crono” em 16.53 minutos, batendo o campeão nacional da especialidade, José Gonçalves (Onda-Boavista), por apenas três segundos, com os dois jovens valores do ciclismo português a serem os únicos corredores a terminar com menos de 17 minutos.

O terceiro na etapa foi outro ciclista da nova vaga, Amaro Antunes (Carmim-Prio-Tavira), a 31 segundos do vencedor.

O camisola amarela à partida, Nuno Ribeiro (Efapel-Glassdrive), não foi além do sétimo posto na etapa, caindo para a terceira posição da geral, a 58 segundos do colega de equipa, Ricardo Vilela, que triunfou, com menos 36 segundos do que José Gonçalves, segundo classificado.

O Grande Prémio Efapel/Glassdrive, que se realizou entre sexta-feira e hoje, substituiu no calendário a Volta ao Minho, sendo a última corrida antes da Volta a Portugal em bicicleta, que decorre entre 15 e 26 de agosto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.