O ciclista esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) abandonou hoje o Critério do Dauphiné, que liderava, falhando a partida para a quinta e última etapa, na sequência da queda sofrida no sábado.

“Como resultado da queda de ontem [no sábado], Primoz Roglic, líder da classificação geral e por pontos, não vai partir para a última etapa. A evolução das suas lesões vai determinar os planos para as próximas corridas. Cruzamos os dedos por uma rápida recuperação”, lê-se no comunicado da Jumbo-Visma.

Roglic, vencedor da Vuelta de 2019, caiu no sábado, após 89 quilómetros da quarta etapa, que terminou, mas com feridas no braço esquerdo e nas costas.

O francês Thibaut Pinot, que estava a 14 segundos do esloveno, herdou a liderança da corrida, detendo 10 segundos de vantagem sobre o compatriota Guillaume Martin (Cofidis) e 12 sobre o espanhol Mikel Landa (Bahrain-McLaren).

A prova termina hoje, com uma etapa com partida e chegada Megève, com quatro subidas de segunda categoria, uma de primeira categoria e uma outra de categoria especial, ao longo de 153,5 quilómetros.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.