Romain Bardet (AG2R La Mondiale), a principal esperança francesa para o pódio final da Volta a França em bicicleta, abandonou hoje a corrida, depois de ter sofrido uma queda na 13.ª etapa, anunciou a sua equipa.

"Romain sofreu uma comoção cerebral que se intensificou no final da etapa, o que obrigou a nossa equipa médica a insistir que se submetesse a um exame no Hospital Universitário de Clermont Ferrand”, lê-se no comunicado da AG2R La Mondiale.

De acordo com a equipa, o exame radiológico “não revelou lesões”, mas “Romain Bardet deve interromper todas as suas atividades desportivas neste momento”, pelo que não vai partir para a 14.ª tirada.

“Não podia ter acontecido mais nada de mal hoje. Um ciclista perdeu o controlo diante de mim, consegui evitá-lo, mas caí a 65 km/h. Bati com a cabeça, tive dificuldades em recuperar. A queda deixou-me também com mazelas na perna e nádega direitas. Perdi todas as minhas sensações [para a etapa] depois da queda”, detalhou Bardet, no final da etapa.

O francês caiu numa descida, a cerca de 100 quilómetros da meta, e ficou atordoado no chão, tendo todos os seus companheiros da AG2R La Mondiale aguardado pelo seu líder, reintegrando-o no pelotão pouco depois, ainda antes da grande dificuldade da jornada, a subida a Puy Mary, onde estava instalada uma contagem de montanha de primeira categoria coincidente com a meta.

Segundo classificado do Tour em 2016 e terceiro no ano seguinte, o ciclista de 29 anos era quarto classificado à partida para a etapa de hoje, mas perdeu 02.30 minutos para Primoz Roglic (Jumbo-Visma) e caiu para a 11.ª posição da geral, a precisamente três minutos do camisola amarela.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.