O ciclista português Rui Carvalho (Anicolor) venceu este sábado, isolado, a subida ao alto de São Macário, em São Pedro do Sul, que deu a amarela na Volta a Portugal do Futuro ao espanhol Julen Amezqueta (Café Baque).

Rui Carvalho integrou um grupo que se adiantou após a meta volante instalada em São Pedro do Sul, a menos de 20 quilómetros da chegada da terceira etapa, conseguindo ganhar uma distância suficiente para coroar-se sozinho na Serra de São Macário, que há muito não era visitada pelo pelotão.

O corredor da Anicolor completou a tirada de 116,5 quilómetros, com partida em Viseu, em 03:18.41 horas, 59 segundos antes do companheiro Renato Macedo e 01.01 minutos antes do espanhol Oscar Gonzalez (Euskadi-EDP).

Logo atrás, chegou Julen Amezqueta, que soube gerir o esforço para vestir a amarela, tendo uma vantagem de seis segundos sobre Anatoliy Budyak (ISD) e de 17 sobre o colega Alvaro Trueba.

O anterior líder, César Martingil (Liberty Seguros-Carglass), caiu para quinto da geral, depois de gastar mais dois minutos e meio na serra de São Macário.

No domingo, cumpre-se a quarta e última etapa da Volta a Portugal do Futuro, uma ligação de 120,9 quilómetros entre São Pedro do Sul e Oliveira de Azeméis.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.