O ciclista português Rui Costa (UAE Team Emirates), que hoje foi, pela terceira vez, segundo na Volta a Itália, mostrou-se feliz com a vitória do espanhol Mikel Landa (Sky), e prometeu dar o seu melhor na penúltima etapa.

“Estive mais um dia na luta pela vitória de etapa, mas ainda não foi hoje. Mais um segundo lugar para a coleção. Eu e o Landa somos, oficialmente, os corredores com mais segundos lugares neste Giro. Temos ambos três segundos postos. Ele está em vantagem, porque ganhou hoje, parabéns a ele. É claro que eu preferia ganhar, mas não sendo a vitória para mim, nem para a minha equipa, fico feliz por ele ter ganhado”, disse o português.

Para Rui Costa, Landa, que na realidade soma dois segundos lugares e um terceiro, além do primeiro de hoje, foi “dos corredores que mais lutou, neste Giro, por uma vitória de etapa”.

“Só falta uma etapa em linha - domingo é contrarrelógio individual – e todos querem vencer, especialmente quem ainda não conseguiu. Há ainda a luta acesa pela camisola rosa e os líderes também querem ganhar vantagem. Eu também espero estar recuperado a tempo para a última tentativa. Isto quer dizer que, amanhã (sábado), espera-nos uma etapa de muito stress, muitos ataques, muitas tentativas e muita velocidade. Eu prometo o mesmo de sempre, dar o meu melhor”, concluiu o ciclista da UAE Team Emirates.

Hoje, Costa foi segundo, no final dos 191 quilómetros entre San Candido e Piancavallo, gastando mais 1.49 minutos do que o vencedor, que cumpriu a 19.ª etapa em 4:53.00 horas.

Segundo, pela terceira vez, Rui Costa subiu a 24.º da geral, a 56.13 minutos do novo camisola rosa, o colombiano Nairo Quintana (Movistar).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.