Rui Costa (Lampre Merida) reconheceu, no seu diário da Volta a França, que esta terça-feira foi um dia para esquecer, até porque perdeu cerca perto de 17 minutos para Chris Froome, camisola amarela e vencedor da etapa.

“Hoje tive um dia mau, a dor da perna esquerda esquerda a juntar ao calor e depois de um dia de descanso, fizeram o conjunto para que eu fosse todo o dia com más sensações. Fiquei triste mas estou conformado”, escreveu.

Ao cair para o 33.º posto a 22m10s da camisola amarela, Rui Costa assume que o seu objetivo neste Tour vai mandar, procurando deixar de lado a classificação e geral e apostar numa possível vitória na etapa.

“Sem desanimar, vou avançar para o plano B. Plano esse que passa por perder mais tempo para ter maior liberdade de entrar numa fuga. Quem sabe se a sorte ainda me bate à porta e eu possa dar uma alegria a vocês que me apoiam e à minha equipa”, concluiu.

Esta quarta-feira a 11.ª etapa cumpre-se entre Cauterets e Vallé de Saint-Savin numa distância de 188 km. Esta tirada conta com seis contagens de montanha, com destaque para uma de categoria especial no famoso Col du Tourmalet e para uma chegada numa montanha de 3.ª categoria.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.