O ciclista português Rui Oliveira foi hoje quarto classificado na primeira etapa da Volta a França do Futuro, ganha pelo alemão Max Kanter, com a seleção portuguesa a liderar por equipas.

A etapa, de 138,2 quilómetros entre Grand-Champ e Elven foi rápida e terminou com uma chegada ao 'sprint', em que o mais forte foi o germânico Max Kanter, já contratado pela Sunweb para as próximas duas temporadas.

O segundo foi o polaco Alan Banaszek e o terceiro o francês Damien Touzé, entrando Rui Oliveira logo a seguir.

José Poeira, selecionador nacional, destacou o bom trabalho de equipa de Portugal: "A equipa esteve bem no controlo do pelotão, ajudando a anular a fuga e trabalhando para colocar bem o Rui para a chegada. Foi o primeiro a arrancar, saindo na frente da última curva, a 200 metros da meta. Arriscou. Hoje não deu, pode ser que amanhã consiga."

Com o mesmo tempo do vencedor entraram também Ivo Oliveira (20.º), Tiago Antunes (26.º), João Almeida (66.º), André Ramalho (74.º) e Marcelo Salvador (79.º), os outros elementos portugueses da seleção.

A Volta a França do Futuro não atribui bonificações nas etapas, pelo que o posicionamento na geral é o mesmo da tirada, com Portugal a liderar graças à classificação por pontos.

A segunda etapa corre-se no sábado, 144,2 quilómetros entre Drefféac e Châteaubriant. Os últimos 300 metros são em subida, com uma inclinação de cinco por cento.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.