A segurança vai ser reforçada para o final da Volta a França em bicicleta, no domingo, na tradicional chegada aos Campos Elísios, em Paris, que vai ocorrer 10 dias depois do atentado em Nice.

A chegada da caravana à capital francesa está prevista para as 13:55 locais (12:55 em Lisboa), cerca de duas horas antes do pelotão, explicou um comunicado das autoridades, acrescentando a intenção de um policiamento permanente e contínuo no percurso da 21.ª e última etapa da ‘Grande Boucle’.

Os Campos Elísios vão estar circunscritos por um perímetro vedado por barreiras, no qual, à exceção de restaurantes e bares, vão ser interditadas bebidas alcoólicas e garrafas de vidro, enquanto as esplanadas vão ficar sem cadeiras, mesas e chapéus-de-sol, consideradas possíveis ‘armas de arremesso’. Igualmente proibidos vão estar artefactos pirotécnicos, armas de fogo, mas também símbolos de ideologia racista ou xenófoba.

Durante o dia, a polícia judiciária vai proceder “ao controlo de identidade das pessoas, qualquer que seja o seu comportamento”, prevendo ainda a revista a bagagens e viaturas paradas ou estacionadas nas vias públicas.

Mais de 23.000 polícias e gendarmes asseguraram a segurança do Tour, desde 02 de julho, numa edição em que a ameaça terrorista ‘convocou’ pela primeira vez o grupo de intervenção especial GIGN.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.