O selecionador português Gabriel Mendes assumiu hoje que Ivo e Rui Oliveira vão tentar ficar dentro dos 12 melhores nas suas provas no Campeonato do Mundo de ciclismo pista de elites, que vai decorrer entre quarta-feira e domingo.

“Queremos superar o que fizemos há um ano. Vamos trabalhar para conseguir ficar dentro dos 12 melhores do mundo. Se conseguirmos melhor do que o 16.º de 2015, ótimo, mas a meta é ir mais além. Chegar aos 12 primeiros significa atingir um patamar de qualidade superior. Temos qualidade para chegar a essa meta”, garantiu Gabriel Mendes, em declarações à Federação Portuguesa de Ciclismo.

O primeiro a entrar em pista, já no primeiro dia de competição, é o repetente Rui Oliveira. O jovem gaiense volta a participar na prova de scratch, na qual conseguiu a 16.ª posição no ano de estreia, em 2015, a partir das 19h30 de quarta-feira.

Ivo Oliveira terá de esperar até às 20h30 de sexta-feira para estrear-se em campeonatos do mundo de elite.

“O Ivo fará a sua estreia, não tem a mesma experiência, a este nível, do irmão. Está num processo de desenvolvimento, ainda tem muito a progredir. Ficar nos 15 primeiros será um bom resultado. Para o alcançar será necessário pontuar em pelo menos um dos 16 sprints da corrida”, considerou Gabriel Mendes.

O selecionador nacional entende que o Campeonato do Mundo será uma oportunidade para os gémeos Oliveira adquirirem mais experiência e evoluir. “Os resultados que nos propomos atingir são aqueles que, neste momento, consideramos realistas”, concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.