O alemão Tony Martin (Omega Pharma) impôs-se hoje no contrarrelógio da quarta etapa do Critério Dauphiné, que é agora liderado pelo australiano Rohan Dennis (Garmin).

O bicampeão do Mundo de contrarrelógio concluiu os 32,5 quilómetros, entre Villars les Dombes e Parc des Oiseaux, em 36.55 minutos, a uma média de 52,8 quilómetros por hora, deixando o novo líder da corrida, Dennis, na segunda posição, a 47 segundos.

O britânico Christopher Froome (Sky) foi o terceiro mais rápido no exercício em solitário, gastando mais 52 segundos do que Martin, e colocou-se na segunda posição da geral, a apenas cinco segundos de Dennis.

O vice-campeão da edição de 2012 da Volta a França garantiu o estatuto de principal favorito à vitória final, no último teste antes da “Grande Boucle”, após ter conquistado uma vantagem de 2.44 minutos sobre o espanhol Alberto Contador (Saxo-Tinkoff), vencedor do Tour em 2007 e 2009, que não foi além do 61.º melhor registo na tirada, quedando-se pelo 34.º posto, a 2.50 do líder.

O canadiano David Veilleux (Europcar) caiu da liderança para o sétimo posto, agora a 1.09 minutos de Dennis, após ter sido o 76.º no “crono”, a 3.53 de Martin.

José Mendes (NetApp) foi o melhor português na tirada, ao concluir o “crono” no 50.º lugar, a 3.28 minutos, gastando menos cinco segundos do que Sérgio Paulino (Saxo-Tinkoff), 59.º.

Na geral, Paulinho ocupa o 33.º lugar, a 2.46 de Dennis, enquanto Mendes segue na 82.ª posição, a 9.12.

A quinta etapa do Critério Dauphiné vai levar o pelotão a percorrer 139 quilómetros, na quinta-feira, numa viagem que começa em Gresy sur Aix e termina numa subida de primeira categoria, em Valmorel.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.