O diretor da Volta a França em bicicleta, Christian Prudhomme, que testou positivo para covid-19 na passada semana, vai juntar-se à caravana da prova na terça-feira, revelou hoje a agência France Press, citando fonte da organização.

Em dia de descanso do Tour, cumpriu-se a última bateria de testes à covid-19 antes de prosseguir com as restantes etapas da prova, que termina em 20 setembro, sendo que os resultados devem ser conhecidos na terça-feira, antes do início da 16.ª etapa, em La Tour-du-Pin (Isère).

Nos últimos dias, Prudhomme, que esteve assintomático, foi substituído na direção da prova por François Lemarchand.

Christian Prudhomme, que dirige o Tour desde 2007, disse que teve resultados negativos nos testes realizados em 06, 20 e 27 de agosto e afirmou, após testar positivo, que iria ver a prova pela televisão, algo que não fazia há 15 anos.

Devido à pandemia de covid-19, que obrigou ao adiamento da prova de julho para setembro e um apertado protocolo sanitário, todos os elementos do pelotão já tinham realizado na passada segunda-feira, dia de descanso, testes à covid-19.

O protocolo sanitário do Tour é particularmente severo para as equipas, já que dois casos de infeção por covid-19 no espaço de sete dias entre os seus elementos, incluindo corredores e 'staff', significam a exclusão imediata de uma formação da prova.

O esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma) passou o segundo dia de descanso da 107.ª edição vestido de amarelo, com 40 segundos de vantagem sobre o seu compatriota Tadej Pogacar (UAE Emirates).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.