O ciclista colombiano Sergio Higuita (Education First) desistiu hoje da Volta a França, após ter caído duas vezes durante a 15.ª etapa, abandonando a prova quando ocupava a 16.ª posição da geral.

O campeão colombiano de fundo caiu desamparado, quando estavam decorridos apenas 14 quilómetros dos 174,5 da 15.ª etapa e o pelotão seguia a 60 km/h, embatendo com a cabeça e o pulso, depois de a roda da frente da sua bicicleta ter tocado na roda traseira de Bob Jungels (Deceuninck-QuickStep).

Numa altura em que se sucediam os ataques no pelotão para formar a fuga do dia, o luxemburguês, num gesto irrefletido, cortou a trajetória de Higuita de forma distraída, originando a queda do ciclista da Education First, que nesse preciso momento estava a olhar para trás e não se apercebeu da manobra brusca de Jungels.

O colombiano ainda regressou à corrida, mas voltou a cair, num momento em que estava a ser assistido pelos serviços médicos do Tour. O corredor de 23 anos não reparou numa rotunda e foi novamente ao chão.

Higuita acabaria por retirar-se, em lágrimas, do seu primeiro Tour, quando ocupava a 16.ª posição da geral, a 26.12 minutos do camisola amarela, o esloveno Primoz Roglic (Jumbo-Visma).

A desistência do colombiano, terceiro classificado do Paris-Nice deste ano, representa um duro golpe para a Education First e, sobretudo, para o seu líder, o seu compatriota Rigoberto Urán, que à partida para os 174,5 quilómetros da tirada de hoje, entre Lyon e o alto do Grand Colombier, era quarto na geral, a 01.10 minutos de Roglic.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.