A União Ciclista Internacional (UCI) suspendeu hoje por quatro anos o italiano Nicola Ruffoni, que deu positivo por hormona de crescimento num controlo antidoping surpresa antes da última Volta a Itália.

Na véspera do arranque do último Giro, a UCI anunciou que os italianos Nicola Ruffoni e Stefano Pirazzi, ambos da formação Bardiani–CSF, tiveram controlos antidoping positivos.

Os dois corredores da formação continental italiana, uma das quatro convidadas para a 100.ª edição do Giro, acusaram hormona de crescimento em controlos fora de competição, realizados em 25 e 26 de abril.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.